pontamentos sobre a consciência de Zeno #2 “Promessa” 2018 Lápis  – Cortesía de la Galeria 111
Evento finalizado
03
mar 2018
21
abr 2018

Compártelo en redes

Cuándo: 03 mar de 2018 - 21 abr de 2018
Inauguración: 03 mar de 2018
Precio: Entrada gratuita
Dónde: Galeria 111 - Lisboa / Campo Grande, 113-A / Lisboa, Portugal
Organizada por: Galeria 111
Artistas participantes: João Leonardo
Enlaces oficiales Web 
Publicada el 10 abr de 2018      Vista 15 veces

Descripción de la Exposición

A leitura do livro de Richard Klein, intitulado Cigarettes are Sublime, introduziu João Leonardo na reflexão filosófica de Ettore Schmitz, um burguês de Trieste que no primeiro quartel do século XX escreveu a obra A Consciência de Zeno, sob o pseudónimo literário de ltalo Svevo. Richard Klein dedica um capítulo do seu livro à análise da obra ficcional de Svevo. É neste contexto que a exposição Apontamentos sobre a Consciência de Zeno se estrutura enquanto mapeamento e construção de um sistema de imagens e texto, composto por desenhos de diversa tipologia, fotografias, impressões, listas e índices, imagens históricas, personagens, manuscritos e transcrições do livro de Svevo feitas pelo próprio artista. Este desdobramento entre duas obras literárias, entre a ficção e reflexão, é particularmente caro ao processo de trabalho de João Leonardo e corresponde a uma necessidade cumulativa de elaborar índices com referências literárias ou fotográficas e muitas vezes listas de verbos, palavras, ou ainda sequências de cifras e datas que integram as suas obras, seja como exposição ou instalação, ou na composição de um ou mais dos seus trabalhos. Estes "apontamentos" que o artista nos apresenta incluem textos manuscritos, copiados ou transcritos pela sua própria mão, e esse facto, ou esse gesto continuado de escrever sob uma compulsão interminável, mas controlada e austera pela grafia e disciplina que revela, é semelhante nos desenhos e nas colagens que observamos. Essa manualidade resgata o trabalho do atelier para a galeria, tanto nos recortes de imagens e textos como no tempo da leitura e da escrita, mas agora como uma temporalidade abstracta, ou uma ideia de tempo que não pode ser contabilizada e que se afasta da esfera da medida para nos envolver numa métrica histórica enquadrada pela grelha ortogonal das composições realizadas em dois formatos distintos, um mais pequeno e um outro de maior dimensão. Essas composições são quadros, no sentido mais didáctico do termo, mas são também, na sua assunção mais críptica e disruptiva, mapeamentos auto-referenciais dos paradoxos e das tensões que nos revelam, confrontando-nos com a sua resistência e resiliência, e por isso mesmo paradoxais na tensão entre o desejo e a dúvida, o prazer e a morte. Neste aspecto, as imagens e os desenhos convocam uma revisitação a diversos sistemas de classificação e de comunicação, como por exemplo uma folha de uma espécie de planta, de onde se extrai o tabaco, desenhada a grafite sobre papel de aguarela no seu atelier, e que integra a obra Apontamentos sobre a Consciência de Zeno #1- "Escreva!" Essa planta é uma Nicotiana tabacum, foi desenhada por observação e está no mesmo quadro de referências visuais que um outro espécime da mesma planta. Só que esta última é impressa, também no seu estúdio, a jacto de tinta. Estamos perante um jogo entre diferentes escalas de valoração das imagens e dos seus referentes que questiona a autoria e a apropriação. Mas existem também elementos abstractos, gestuais, por vezes com escorrimentos, ou formas circulares impressas que se assemelham a desenhos executados pelo artista, também estes circulares. Contudo, o acto de fumar é um tema central na sua obra e se, do meu ponto de vista, João Leonardo não trabalha sobre o fumo enquanto protocolo social e mundano, não despreza também uma consciência política e social dos sistemas de comunicação que ergueram os ícones que serviram para atribuir e vincular um estatuto de masculinidade e de virilidade, presente nos anúncios das marcas Lucky Strike ou Marlboro, entre outras. E também nas figuras históricas de Albert Camus ou, por exemplo, Humphrey Bogart, presente no livro A Global History of Smoking1 entre outras imagens que nos situam em diferentes tempos históricos e contextos sociais. Como a imagem do pai sorridente a assistir ao corte de cabelo do filho enquanto fuma um cigarro com deleite, presente na obra Apontamentos sobre a Consciência de Zeno #14 - "Filho". Numa passagem do livro de Klein podemos ler o seguinte: "Except intimes of great scarcity, when they become a form of money - a universal token of exchange - cigarettes are normally exceptions to the regime of private property and are subject to the more expansive transactions of the gift. Even now, in many countries, justas formerly in Ame rica, anyone of whatever class can ask anyone for a light, and a request for a cigarette is never refused" (p. 86). Esta nivelação da hierarquia social pelo reconhecimento do acto de fumar como um direito transversal e concessório encontra uma correspondência com a estrutura conceptual da instalação que Leonardo criou para o espaço elíptico da galeria. Acresce ainda que as sequências de imagens são intermediadas por uma cronologia manuscrita que expressa a condição auto-referencial do artista como uma linha do tempo que inscreve a sua própria vida. Como se esta cronologia, da qual não conhecemos nenhum acontecimento, fosse também um atlas serial, ao qual a figura e obra de Aby Warburg não é estranha, mas apenas como razão cumulativa de um sistema de imagens/textos que João Leonardo constrói e que gera uma pluralidade de sentidos, por vezes distópicos e assíncronos, por vezes políticos, mas sempre paradoxais. João Silvério

Actualizado

el 10 abr de 2018 por ARTEINFORMADO

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}
Compártelo en redes
Exposición en promoción
02 may - 14 may
¿Qué pinto aquí?
Sala Alcolea / Madrid, España

Exposición en promoción

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba