Tiago Madaleno, “Cabeça”, desenho sobre impressão digital a cores em papel de acetato transparente, 29,7 x 21 cm, 2016 — Cortesía de Museu de Arte Contemporânea de Serralves
Evento finalizado
17
oct 2017
07
ene 2018

Compártelo en redes

Cuándo: 17 oct de 2017 - 07 ene de 2018
Inauguración: 17 oct de 2017 / 22:00
Dónde: Museu de Arte Contemporânea de Serralves / Rua D. João de Castro, 210 / Oporto, Porto, Portugal
Organizada por: Museu de Arte Contemporânea de Serralves
Artistas participantes: Tiago Madaleno
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 13 oct de 2017      Vista 63 veces

Descripción de la Exposición

O Museu de Serralves e o NOVO BANCO apresentam a partir de 17 de outubro uma exposição de trabalhos inéditos do jovem artista Tiago Madaleno, vencedor da edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO. Este prémio é uma iniciativa do NOVO BANCO e da Fundação de Serralves, que já distinguiu mais de quatro dezenas de artistas e tem como objetivo incentivar a produção e criação artística de jovens talentos portugueses, até 30 anos, tendo por base uma lógica de divulgação, lançamento e apoio a todos os artistas que recorram ao meio da fotografia. Tiago Madaleno nasceu na cidade de Vila Nova de Gaia em 1992 e licenciou-se em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto entre 2010 e 2014. Realizou mestrado em pintura na mesma Faculdade entre 2014-2016. O júri desta edição do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO foi presidido por João Ribas, diretor adjunto e curador sénior do Museu de Serralves e constituído por Andrea Lissoni, curador de vídeo e fotografia da Tate Modern, em Londres; Alessio Antoniolli, diretor da Gasworks & Triangle Network, Londres; Ricardo Nicolau, adjunto da direção e curador do Museu de Serralves e Filipa Loureiro, curadora do Museu de Serralves. O vencedor foi escolhido de entre quatro finalistas, de que também faziam parte os artistas Ana Barata Martins, Diogo Bolota e Henrique Loja. Os quatro finalistas utilizam o suporte fotográfico e interrogam-no nos seus sentidos e possibilidades na arte contemporânea. Com o projeto que apresentou ao júri, Tiago Madaleno propõe-se refletir acerca da relação entre a fotografia e a temporalidade, invocando a presença do corpo no processo de produção das imagens. Recorrendo a uma instalação com diversos dispositivos que exploram o uso desviado do vocabulário fotográfico, Clepsidra(assim se chama o projeto de Madaleno) questiona as condições de visibilidade da fotografia, nomeadamente os processos utilizados para a produzir e o recurso ao índice como ferramenta de trabalho. CATÁLOGO COM PROJETOS DOS 4 FINALISTAS: O catálogo da edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO, a lançar no dia da inauguração da exposição, documenta os projetos dos quatro artistas finalistas, não só os projetos que apresentaram a concurso como também trabalhos anteriores e/ou em curso. Revelando práticas distintas que se cruzam com a escultura, o desenho, a instalação ou a performance, Tiago Madaleno, Ana Barata Martins, Diogo Bolota e Henrique Loja coincidem na afirmação da vitalidade da fotografia e do lugar central que ela ocupa na prática artística dos nossos dias, como o demonstram as entrevistas escritas em resposta a questões propostas por Ricardo Nicolau, adjunto da direção do Museu e membro do júri.

Actualizado

el 16 oct de 2017 por ARTEINFORMADO

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

"Sin título" (2..., 2016
Aitor Merino Martínez
Abschied, 2016
Simone Stoll

Noticias relacionadas

Compártelo en redes

Exposición en promoción

Exposición en promoción

19 ene de 2018 - 10 mar de 2018

El Jardín de Fukuoka

BAT-Alberto Cornejo / Madrid, España

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba