Agenda de Arte

Partilhas, presenças, projetos
14
oct 2017
12
nov 2017

Compártelo en redes

Descripción de la Exposición

A Blau Projects inaugura, dia 14 de outubro, a exposição Partilhas, presenças, projetos, em parceria com a galeria carioca Portas Vilaseca. A curadoria é do crítico de arte e curador independente Mario Gioia. Ele buscou aproximações entre os artistas das duas galerias, ambas voltadas para jovens artistas que trabalham linguagens diversas. A exposição terá o seu ‘finissage’, nos dias 11 e 12 de novembro, como parte integrante do evento Art Weekend, promovido pela ABACT – Associação Brasileira de Arte Contemporânea. Realizado nos dias 11 e 12 de novembro, o Art Weekend é um circuito de arte que aproxima galerias cariocas e paulistanas, com a exibição de seus acervos. No caso da Blau Projects, a parceria acontece com a Portas Vilaseca. O diálogo entre os artistas da Blau Projects e Portas Vilaseca é o tema da curadoria de Mario Gioia. Ele aproxima artistas como Andrey Zignnatto e Daniel Murgel, por exemplo, que abordam a questão do espaço e têm trabalhos escultóricos. Daniel apresenta as obras Estudo número 4 para Design da Turbação, de 2015; Projeto para ofendículo Cobogó para cadeira "U” do Joaquim Tenreiro, de 2015; Design da Turbação – Ofendículo Cobogó para cadeira "U” do Joaquim Tenreiro, de 2015; Estudo fundamental para Design da Turbação, de 2015; Estudo nº 5 para Design da Turbação, de 2015; Projeto para ofendículo Leque para poltrona leve Oscar, do Sérgio Rodrigues, de 2015; Design da Turbação – Ofendículo Leque para Poltrona leve Oscar, do Sérgio Rodrigues, de 2015; e Andrey Zignnatto apresenta duas obras sem título, datadas de 2017. Numa delas, da série Manta, assenta tijolos de descarte em uma cadeira de madeira. Noutra, faz uma composição de cobogós e cimento. Animais taxidermizados e questionamentos a respeito do sistema de arte são temas comuns a Vítor Mizael e Raquel Nava, também presentes na exposição. Enquanto Vítor apresenta um tecido cobrindo uma ave empalhada sobre madeira na obra Sem título, de 2016, Nava mostra #1, da série A medida de todas as coisas, de 2015, e Pausa, com colaboração com Luiz Olivieri, de 2015. Os artistas cariocas Gabriel Secchin e Bruno Drolshagen -que inclusive já dividiram atelier- têm como foco a pintura. "Eles têm a dedicação ao pictórico, mas com o detalhamento em pequena escala”, conta Mario Gioia. Bruno apresenta a pintura Sem título (2016), e três bordados, todos Sem título, criados em 2017. Já Gabriel apresenta as pinturas A estrada mais longa, de 2016; além da instalação de pintura com dois regadores de plástico Verde e vermelho dá marrom (Toomba), também de 2016. Dois artistas têm espaços exclusivos na exposição: O baiano Ayrson Heráclito, representado pelas duas galerias, apresenta a obra História do futuro – Baobá: o capítulo da agromancia (2014), da série Mitologias Africanas. A obra de Ayrson está em exposição também na Bienal de Veneza, que segue até dia 23 novembro. E a pintora carioca radicada em Nova York Cela Luz, com seu trabalho intuitivo, mostra telas de 2017, como Swinging. Utilizando materiais diversos – o óleo, o pastel (seco e oleoso) e o carvão, entre outros -, Cela cria em geral trabalhos de grande escala, de cromatismo sedutor e grande lirismo. Art Weekend São Paulo – 2ª edição Depois do sucesso da primeira edição, o Art Weekend São Paulo volta à capital paulista para mais um circuito de arte. A pedido da ABACT – Associação Brasileira de Arte Contemporânea, galerias cariocas e paulistanas se uniram para exibição de seus acervos entre os dias 11 e 12 de novembro. A ação deste ano conta com a participação de mais de 40 galerias. Além de exposições, acontecem visitas guiadas, lançamentos de livros e conversas com artistas e curadores. A programação é gratuita. Mario Gioia Nascido em São Paulo, em 1974, atua como curador independente. É graduado pela ECA-USP (EscoladeComunicações e ArtesdaUniversidadedeSão Paulo) e faz parte do grupo de críticos doPaçodasArtesdesde 2011, instituição na qual fez o acompanhamento crítico de Luz Vermelha(2015), de Fabio Flaks,Black Market(2012), dePaulo Almeida, e A Riscar (2011), deDaniela Seixas. Foi crítico convidado de 2013 a 2015 do ProgramadeExposições do CCSP(Centro Cultural São Paulo) e fez parte, na mesma instituição, do grupodecríticos do ProgramadeFotografia 2012. Em 2015, no CCSP, fez a curadoria deTer lugar para ser, coletiva com 12 artistas sobre as relações entre arquitetura e artes visuais. Já fez a curadoria de exposições em cidades como Brasília (Decifrações, Espaço Ecco, 2014), Porto Alegre (Ao Sul, Paisagens, Bolsa de Arte, 2013) e Rio de Janeiro (Arcádia, CGaleria, 2016). É colaborador de periódicos de artes comoa revista SeLecTe foi repórter e redator de artes visuais e arquitetura daFolha de S.Paulode 2005 a 2009.De 2011 a 2016, coordenou o projeto Zip'Up, na Zipper Galeria, destinado à exibiçãodenovos artistas e projetos inéditos de curadoria. Na feira de arteArtLima 2017, assinou a curadoria da seção especial CAP Brasil, intitulada Sul-Sur. Portas Vilaseca Galeria Comandada por Jaime Portas Vilaseca, a Portas Vilaseca é uma das mais jovens galerias de arte contemporânea do Rio de Janeiro. Entre os artistas que representa estão Ana Hupe, Ayrson Heráclito (representado em São Paulo pela Blau Projects), Carolina Martinez, Claudia Hersz, Daniel Murgel, Deborah Engel, Gabriel Secchin, Iris Helena, Ismael Monticelli, Jorge Soledar, Laila Terra, Lin Lima, Pedro Victor Brandão, Ramonn Vleltez e Raquel Nava.

Actualizado

el 12 oct de 2017 por ARTEINFORMADO

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

Arbol seco, 2014
Pedro Carrasco
Máquina de recu..., 1990
Francisco Mir Belenguer - Mi...

Noticias relacionadas

Compártelo en redes

¡En promoción!

30 sep de 2017 - 19 nov de 2017

Palacio del tiempo

El Huerto del Tertuliano / Fuente-Olmedo, Valladolid, España

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba