Enseña tus OBRAS en ARTEINFORMADO. ¡Cada día, más personas las miran!
7 Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para Artes Plásticas
Evento finalizado
10
ene 2019
10
mar 2019

Compártelo

Publicada el 13 sep de 2019      Vista 100 veces

Descripción del Premio

Os cinco artistas premiados na 7ª edição do Prêmio Indústria Nacional Marcantonio Vilaça (2019/2020) foram: Aline Motta (Niterói-RJ), Dalton Paula (Brasília-DF), Dora Longo Bahia (São Paulo-SP), Ismael Monticelli (Cachoeirinha-RS) e Rodrigo Bueno (Campinas-SP). Os artistas foram escolhidos pelo juri formado por: Denise Mattar, curadora de mostras sobre os modernistas Aldo Bonadei, Alfredo Volpi e Cândido Portinari; Fabio Szwarcwald, diretor do Parque Lage; Moacir dos Anjos, pesquisador de arte contemporânea, foi curador do pavilhão brasileiro na 54ª Bienal de Veneza; e Paulo Herkenhoff, primeiro diretor cultural do Museu de Arte do Rio (MAR), curador-chefe do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-RJ) e curador-adjunto no departamento de pintura e escultura do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA). Cada um dos premiados receberá uma bolsa de R$ 50 mil e poderá ser acompanhado por um curador ou crítico de arte por um ano para produção do novo trabalho. Suas obras vão percorrer cinco cidades do Brasil em mostras itinerantes. Trabalhos dos artistas premiados e dos demais finalistas da 7ª edição estão expostos, até 20 de outubro, no Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB FAAP), em São Paulo. Nesta edição, o prêmio recebeu mais de 600 inscrições. A entrada é gratuita. O espaço também recebe mostra do Projeto Arte e Indústria, que presta homenagem a Anna Bella Geiger. O visitante poderá ver obras da homenageada e dos artistas: Adriana Varejão, Brígida Baltar, Carlos Mélo, Cristina Canale, Frida Baranek, Karin Lambrecht, Leda Catunda, Nelly Gutmacher, Paola Junqueira, Rosângela Rennó e Walmor Correa. ------------------------------------------------ A 7º edição do Prêmio Indústria Nacional Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas anunciou, em 4 de abril, 30 artistas finalistas, selecionados entre 688 inscritos de 24 estados e o Distrito Federal. Para comemorar os 15 anos de prêmio, a 7ª edição selecionou 30 finalistas, em vez de 20 como nas edições anteriores. O objetivo é acompanhar a efervescente produção contemporânea brasileira brasileira. Pela primeira vez, todas as regiões brasileiras estão representadas entre os relecionados, e o número de mulheres e homens é igual entre os artistas.

Actualizado

el 24 dic de 2019