Exposición en Vila Nova de Cerveira, Viana do Castelo, Portugal

A Sombra Escura Da Nossa Forma

Dónde:
Fundação Bienal de Cerveira - Forum Cultural / Avda. das Comunidades Portuguesas, s/n / Vila Nova de Cerveira, Viana do Castelo, Portugal
Cuándo:
09 oct de 2021 - 18 dic de 2021
Inauguración:
09 oct de 2021
Artistas participantes:
Promociones arteinformado
Descripción de la Exposición
A Fundação Bienal de Arte de Cerveira apresenta, no próximo sábado, as exposições vencedoras do Concurso Novos Artistas 2021, dos artistas Ana Torrie e Fábio Araújo. A inauguração decorre às 16h00, na Galeria do Museu Bienal de Cerveira. O Concurso Novos Artistas “tem como propósito dar oportunidade a novos criadores através da promoção e difusão da produção artística contemporânea, da experimentação criativa e da atividade expositiva como meio de reflexão sobre a arte e a cultura visual”, explica o diretor artístico, Cabral Pinto. A exposição “A Sombra Escura Da Nossa Forma” de Ana Torrie constrói o cenário onde se apresentam conflitos civilizacionais contemporâneos. “Através da xilogravura, linogravura, matrizes de cobre e zinco, cerâmica e escultura/instalação, elementos simbólicos e fabulados de um submundo dantesco revelam-se aspetos psicológicos e sociais dos tempos que vivemos”, refere a artista portuense. Recorde-se que Ana Torrie e Fábio Araújo foram os artistas selecionados no Concurso Novos Artistas 2021, que ... se encontrou aberto à participação de artistas nacionais e estrangeiros no máximo com 15 anos de carreira. As 151 candidaturas apresentadas foram sujeitas à apreciação de uma Comissão Consultiva, composta pela investigadora do CITCEM e professora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Elisa Noronha, pela investigadora, professora e presidente do Conselho de Direção da Escola Superior Gallaecia, Mariana Correia, e pelo investigador no INESC TEC e professor na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Miguel Carvalhais. De referir que a iniciativa é promovida no âmbito da candidatura “Fundação Bienal de Arte de Cerveira: a Arte Contemporânea integrada na sociedade e no mundo” (2020 – 2021 – Apoio Sustentado – Artes Visuais), que conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes. Nota biográfica Ana Torrie Porto, 1982. Pós-graduação em Gravura (2018), Mestrado em Desenho e Técnicas de Impressão (2015) e Licenciatura em Escultura (2007) na FBAUP. No Brasil, entre 2012-2013 realizou o projecto de Investigação em Gravura na UFRJ - Rio / UFES - Espírito Santo. Em 2007-2008 foi de Erasmus a Cracóvia na Akademia Sztuk Pieknych Im. Jana Matejki. Fundou em 2013 e é coordenadora do Atelier Guilhotina - oficina de gravura, impressão e autoedição, residências e workshops, sendo seu principal projecto o “P.A. - Prova de Artista” – Encontro Internacional de Gravuristas, Impressores e Editores, já na 7a edição. Criou a “Chapa Azul” - Oficina Móvel de Gravura (Bolsa Gulbenkian, 2015-2017). Foi fundadora (2012) e Presidente da extinta (2019) “Verde Rubro Associação Cultural e Artística”. Em 2019, realizou a exposição ‘por que te escondes nos arbustos negros’ na Cooperativa Árvore (obra adquirida coleção BERARDO). Recebeu o prémio do Júri na “5ª Bienal Internacional de Arte de Espinho” e teve sua obra “Abismo” adquirida pelo Tribunal da Relação do Porto na exposição “Sophia Mulher Poesia”, e pelo programa “Aquisições” da Câmara Municipal do Porto. Seu livro “Silvestre” foi adquirido para a colecção de livros de artista da Fundação Calouste Gulbenkian. Na publicação, a destacar as gravuras feitas para as ilustrações da programação 2017 da Casa da Música no Porto, as capas da Editora Antígona - “Uma Vindicação dos Direitos da Mulher” de Mary Wollstonecraft, e “Da Educação das Mulheres” de Choderlos de Laclos, e as capas dos álbuns musicais “Motor” - Peixe (ex Ornatos Violeta), “Vox Flora Vox Fauna” de Ece Canli. No ano de 2020, realizou a exposição “onde a erva murmura” no Museu Júlio Dinis - Ovar, e sua obra ‘feras e fúrias’ foi doada a coleção municipal da cidade. Em 2021, a convite e curadoria de Valter Hugo Mãe, fez parte da 4ª Bienal Internacional de Arte de Gaia na exposição “A Democracia é uma Obrigação de Todos os Dias”.

 

 

Entrada actualizada el el 08 oct de 2021

¿Te gustaría añadir o modificar algo de esta ficha?

Infórmanos si has visto algún error en este contenido o eres este artista y quieres actualizarla. ARTEINFORMADO te agradece tu aportación a la comunidad del arte.

¿Quieres estar a la última de todas las exposiciones que te interesan?

Suscríbete al canal y recibe todas las novedades.

Recibir alertas de exposiciones

Plan Avanzado

¡Posiciona tu galería o museo a través de nuestra plataforma!

  • Publica y promociona hasta 500 obras de tus artistas.
  • Contacta con tus clientes potenciales desde cada una de ellas ¡No cobramos comisiones!
  • Da mayor visibilidad a tus eventos o exposiciones ¡Te garantizamos un acceso destacado a todas ellas!
  • Accede al Algoritmo de ARTEINFORMADO y mantente informado sobre los artistas con mayor crecimiento en los últimos 5 años.
  • Conecta con la gente del sector como artistas o coleccionistas a través de sus fichas.
Promociones arteinformado
Exposición Online
16 dic de 2020 - 31 dic de 2021

Online

Exposición
22 oct de 2021 - 27 feb de 2022

Museo Guggenheim Bilbao / Bilbao, Vizcaya, España

Premio
18 oct de 2021 - 22 nov de 2021

Bilbao, Vizcaya, España

Formación
24 feb de 2022 - 25 feb de 2022

Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía (MNCARS) / Madrid, España

¿Quieres estar a la última de todas las exposiciones que te interesan?

Suscríbete al canal y recibe todas las novedades.

Recibir alertas de exposiciones