Massas. Imagen cortesía Galeria Movimento arte contemporanea
24
sep 2018
Sin fecha

Compártelo en redes

Cuándo: Desde 24 sep de 2018
Inauguración: 24 sep de 2018 / 19:00
Dónde: Movimento Arte Contemporânea / Shopping Cassino Atlântico - Av Atlântica 4240 | Loja 212 / Copacabana, Rio de Janeiro, Brasil
Organizada por: Movimento Arte Contemporânea
Artistas participantes: Arthur C. Arnold
Enlaces oficiales Facebook 
Etiquetas:
Publicada el 13 sep de 2018      Vista 3 veces

Descripción de la Exposición

O fenômeno das massas é bastante complexo e instigante. Seus vários aspectos foram estudados ao longo dos anos, numa tentativa de decifrar as razões mais profundas dessas manifestações da humanidade. Somente na massa é possível ao homem libertar-se do temor do contato com o outro. Na massa ideal todos são iguais, os corpos comprimidos são um só e não existe o indivíduo com diferenças próprias. Arthur Arnold, ao pesquisar a abstração e o inconsciente coletivo, também se voltou para o tema das massas humanas. Interessa-se pela identidade de grupo que dilui a individualidade, pelo comportamento do homem que se reúne em multidões por motivos diversos formando um gigantesco bloco com um comportamento único. Com espatuladas empastadas, raspadas e algumas pinceladas pontuais Arthur transforma indivíduos em tinta. Seus trabalhos refletem as pesquisas feitas, e neles as figuras surgem dissolvidas na multidão de formas humanas sem identidade. Em algumas telas podemos ver rostos, braços levantados, corpos colados sugerindo movimento e conclamação. Mas aos poucos, em outras obras, a figura se dilui e o que predomina é a massa. A cor é um elemento forte e até quando o branco é utilizado mostra seu vigor e propósito. Arthur tem sua produção voltada para a pintura e para uma reflexão sobre como essa escolha se relaciona com suas pesquisas, seu modo de entender e sentir o mundo atual. Tudo aquilo que o interessa, suas idéias e escolhas, está refletido nas obras propiciando uma convocação a novos diálogos. As abstrações propõem uma abertura, uma mudança que vai se incorporando às formas, num processo vivo em que as cores têm voz mais alta. Ao abrir mão da figura o artista procura uma nova maneira de construção, incluindo não mais o registro, mas a dúvida. E nesse momento as perguntas vão ser respondidas na medida em que despertarem alguma coisa a mais no espectador. A arte contemporânea muito se interessa por esses questionamentos e abraça todas as respostas.

Actualizado

el 13 sep de 2018 por ARTEINFORMADO

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}
Compártelo en redes

Exposición en promoción

Exposición en promoción

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba