¿Tienes OBRAS nuevas? ¡PUBLÍCALAS! ¡Podrán entrar en nuestra selección semanal!
DIOTA
Evento finalizado
30
oct 2019
30
dic 2019

Compártelo

Cuándo: 30 oct de 2019 - 30 dic de 2019
Inauguración: 30 oct de 2019 / 19
Horario: , de quinta a sábado, das 15h às 21h, e domingo, das 14h às 18h
Precio: Entrada gratuita
Dónde: A Pilastra / QE 40, Conjunto D, Lote 38, Guará II, Brasília-DF / Brasília, Distrito Federal, Brasil
Comisariada por: Mateus Lucena
Organizada por: A Pilastra
Artistas participantes: Natasha De Albuquerque
Enlaces oficiales Web  Facebook 
Teléfonos: 55 61 982261464
Correo electrónico: natashadealbuq@gmail.com
Etiquetas:
Publicada el 02 nov de 2019      Vista 23 veces

Descripción de la Exposición

No próximo dia 31 de outubro, quarta-feira, às 19h, a artista visual Natasha de Albuquerque inaugura a mostra “Poéticas do Absurdo”, um recorte de sua produção em performance, fotografia e vídeo ao longo de dez anos de carreira. Sua obra é um convite ao público a interagir e a reagir. A mostra ocupa quatro espaços expositivos da galeria A Pilastra e contará com programação de performance e happening da artista. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é 18 anos. Visitação, até 31 de dezembro, de quinta a sábado, das 15h às 21h, e domingo, das 14h às 18h. A Pilastra fica na QE 40, Conjunto D, Lote 38, Guará II, Brasília-DF. A palavra absurdo, em tempos de crise e choque político, parece estar por toda parte. Alguma coisa sem sentido aparente poderia ser considerada absurda, mas qualquer manifestação ocorre como uma reação a tudo que vivemos. Levamos em conta a existência do absurdo na arte por violar as leis da lógica e provar repentinamente a contradição da vida. Não estamos em um mundo tão novo, mas mais perplexos com ele. Artista, produtora, performer, fotógrafa e vídeo maker, mestre em Arte Contemporânea pela Universidade de Brasília, Natasha de Albuquerque é integrante do grupo Corpos Informáticos e já participou de mais de 40 exposições coletivas, incluindo mostras de performance e vídeo-arte nas cinco regiões do Brasil e internacionalmente no Chile e em Portugal. A mostra que a artista apresenta na galeria A Pilastra traz trabalhos que vêm sendo construídos pela artista ao longo da última década e obras inéditas. “Poéticas do Absurdo”, aborda as questões da arte contemporânea que geram um abismo no pensamento e deslizamento em nossas incompreensões. Foto-performances, instalações participativas, vídeos e propostas ambíguas para o público desfrutar se espalham pelos ambientes da galeria. O absurdo acontece como motor das coisas, que gera agitação confusa e necessidade de mudança. Provocação e o questionamento A pesquisa de Natasha convida o público a participar de performances, instalações, composições urbanas e proposições sem categoria certeira. Expressão híbrida ou arte misturada, como ela mesma nomeia. Sua intenção é causar dúvida e perplexidade diante das banalidades do cotidiano e da realidade normativa, provocando riso, deboche e diversão. Em 2011, com o projeto de composição urbana Maria Pinta Buracos, conseguiu projeção ao pintar alvos nas crateras das vias do Distrito Federal. Gerando crítica ao governo local, ironiza os governantes que não acertarem o alvo do que é essencial à população. Este projeto foi novamente realizado em 2017, dessa vez nas ruas de Macapá (AP), e provocou ação da prefeitura com relação ao restauro de vias que estavam esburacadas há anos. Natasha propõe a campanha VOTE NU que visa insistir na propagação da frase como uma campanha política a favor da nudez, da liberdade e do desnudamento social e político. Nos últimos quatro anos, foram centenas de cartazes e adesivos colados nas ruas com adesão nacional de artistas, nudistas e afins pela hashtag #votenu. A artista também promove a Oficina de Nudismo em espaços onde todos são convidados a estarem nus sem qualquer estranhamento proposto às corporeidades adversas e indisciplinas do corpo. Esta oficina também acontece na exposição Poéticas do Absurdo. Happening No dia da abertura da mostra, Natasha realiza um happening com obra “Relação erótica com as coisas”, que a artista apresentou em 2014 no Espaço Piloto (Brasília) e em 2015 junto com o grupo Corpos Informáticos apresentou no Sesc Campinas. “A opção é por um trabalho iniciado há 5 anos, que gostei de fazer e que agora vem à tona. Ele dialoga com outras obras, como “Falácias”, que estará exposto n’A Pilastra”, explica. A linguagem do happening, em que o público interage e participa da obra, é crucial para o entendimento da obra de Natasha de Albuquerque. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é 18 anos. Perfomance Como parte da programação, a artista visual realizará a performance “Se eu quiser chocar eu choco”. A obra que começou com um happening foi transformada em vídeo arte. No dia 30 de novembro a partir das 19h, será apresentada em forma de performance na galeria A Pilastra. A entrada é gratuita e a classificação indicativa é 18 anos.

Actualizado

el 02 nov de 2019

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?
Compártelo
11 feb - 13 feb
Curso en Eurocess / Madrid, España

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme