¿Quieres que informemos de TUS PROYECTOS? ¡Cuéntanoslos!
Nacimiento: 1986 en Ovar, Aveiro, Portugal
Residencia: Reside en Porto, Portugal
Exposiciones colectivas vigentes: Depois do Estouro
Profesionales que le han comisariado:

Exposición/es:

Organizaciones con obra: Câmara Municipal de Ílhavo, Fundação Bienal de Cerveira, Fundação Calouste Gulbenkian
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 20 may de 2019      Vista 31 veces

Descripción del Artista

Hugo de Almeida Pinho Vive e trabalha entre o Porto e Berlim. Licenciado em Artes Plásticas, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (2012) e pela Güzel Sanatlar Fakültesi, Marmara Üniversitesi de Istambul (2010). Em residência artística na Künstlerhaus Bethanien (Berlim), Internacional Studio Programme Bolseiro 2018/2019 da Fundação Calouste Gulbenkian, realizou também residências no Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas (Açores, 2015), no L’Octroi (Tours - França, 2015), no projecto 1a Avenida (Edifício Axa, Porto, 2013), entre outras. Em 2015, iniciou o projecto editorial MATO dedicado ao desenho de objectos grá cos. É membro co-fundador de projectos como NAVE (Londres, 2013), grupo Sintoma (Porto, 2012) e colectivo Miraxes S.A. (Tui - Espanha, 2009). Apresentou o seu trabalho em exposições colectivas e individuais, em espaços independentes e institucionais. Tem colaborado com diversos artistas internacionais, particularmente em trabalhos de performance art. Expõe regularmente desde 2007, das exposições mais recentes destacam-se Pedra Pedra na Appleton [Box] (Lisboa, 2018); Orbital no Museu Nacional Soares dos Reis (Porto, 2017); Them or Us! na Galeria Municipal (Porto 2017); Halo Cost no Espaço Painel (Porto 2017); Upcoming Images no Maus Hábitos (Porto 2015); The Valley of Thousands Smokes no Arquipélago (Açores 2015); Avant la Lettre intervenção na Ponte Wilson (Tours - França 2015); Museu da Bomba Atómica e Museu da Paz (Nagasaki - Japão, 2015); Art Stabs Power, que se vayan todos! no Bermondsey Project (Londres, 2014) e na Plataforma Revólver (Lisboa, 2014); Quando te vês é tudo no Espaço Mira (Porto, 2014); Para Além do Mal. Como uma Pintura Figurativa no Expedição-Maus Hábitos (Porto, 2013); Transatlântica X Transatlântida no Centro Cultural de São Paulo (Brasil, 2012); FR4592 - Porta11 - Atlas no Imergência na Galeria ZDB (Lisboa, 2011); 5th International Student Triennial (Istambul - Turquia, 2010). Foi distinguido com diversos prémios e o seu trabalho está representado em colecções particulares e institucionais, como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Universidade do Porto, a Fundação da Bienal de Cerveira, entre outros. ----------------------------------- Numa contínua exploração dos atributos e potencialidades intrínsecas de cada médium, a obra de Hugo de Almeida Pinho associa investigações teóricas a propostas dúplices e ambíguas, desenvolvendo uma prática que considera a natureza das imagens, e a sua capacidade em alterar e manipular a realidade e a percepção. Através de uma complexa meditação sobre a condição da imagem na contemporaneidade – relacionando-a com diferentes sistemas e imaginários culturais, históricos e sócio-políticos –, o seu trabalho move-se, formal e conceptualmente, por entre matérias como a ausência e a latência; o apagamento e a revelação; a impermanência e o movimento. Trabalhando sobretudo em context-speci c e através do cruzamento de diversos mediums, a obra do artista propõe uma re exão acerca da natureza autónoma, resistente, instável e variante da imagem e da visualidade na sua condição pós-medial actual, concebendo uma re exão sobre a construção histórica da visão e o modo como a tecnologia a medeia e enforma – e actuando, assim, não apenas sobre a imagem, mas também em relação à complexidade dos modos que constroem o seu aparecimento e visibilidade. Agradecimentos © textos por Sara Castelo Branco, Mário Sousa Carvalho, Joaquim Pinto e pelo autor.

Actualizado

el 09 dic de 2019

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?

Exposiciones en las que ha participado como artista

Cortesía DIDAC
21 ago de 2019 - 01 sep de 2019

Terra rara

Fundación DIDAC - DARDO Instituto do Deseño e das Artes Contemporáneas / Santiago de Compostela, A Coruña, España

Paradox of Plenty
23 may de 2019 - 16 jun de 2019

Paradox of Plenty

Künstlerhaus Bethanien GmbH / Berlin, Alemania


Depois do Estouro
Vigente
07 dic de 2019 - 16 feb de 2020

Depois do Estouro

Galeria Municipal do Porto / Porto, Portugal


Compártelo
volver arriba