Enseña tus OBRAS en ARTEINFORMADO. ¡Cada día, más personas las miran!
Nacimiento: Tupinambá, Bahia, Brasil
Residencia: Reside en Brasil
Exposiciones colectivas vigentes: Véxoa: Nós sabemos
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 17 nov de 2020      Vista 4 veces

Descripción del Artista

Olinda é jornalista, diretora cinematográfica e atuante pelas causas indígena, lançou seu primeiro documentário em 2015, nascida na Terra Indígena Caramuru Paraguaçu na Bahia, formada em Comunicação Social - com Habilitação em Jornalismo. Iniciou sua luta pela causa indígena mais direcionada para o trabalho Jornalístico e audiovisual aos 14 anos, por projetos da ONG THYDÊWÁ. Em 2004, escrevia para o site índios online, um portal inter-ética indígena, onde pessoas das comunidades indígenas podiam fortalecer suas culturas e intercambiar experiências. Escreveu para o livro Índios na Visão dos Índios, lançado em 2004, escreveu texto para o livro Arco Digital, uma rede para aprender a pescar (2007). Em 2012-2013, abriu o Blog de Yawar Tupinambá, que tinha o objetivo de divulgar a situação que estava vivendo o povo PataxóHãhãhãe durante os períodos de retomadas. Em 2012, trabalhou como assistente de produção no filme JE SUIS L’ENGRAIS DE MA TERRE, de Luis Miranda; em 2016, abriu o blog Pau Brasil Notícias. Atualmente, trabalha para o filme Uma Mulher, uma Aldeia, responsável pela produção local e Making Of. Realizadora de obra de Audiovisual exibida na programação do Cine Kurumin, em 2017. Sua última obra foi o filme Mulheres que Alimentam, finalizado em 2018, além de realizar a Mostra de Cinema Paraguaçu na TI Caramuru-Paraguaçu, da qual é idealizadora e Curadora, e que contou com apoio de parceiros.

Actualizado

el 17 nov de 2020

Exposiciones en las que ha participado como artista

Cortesía de la Pinacoteca
Vigente
31 oct de 2020 - 22 mar de 2021

Véxoa: Nós sabemos

Pinacoteca de São Bernardo do Campo / São Bernardo do Campo, Sao Paulo, Brasil


Compártelo
volver arriba