Cortesía del Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
28
jun 2018
28
oct 2018

Compártelo en redes

Cuándo: 28 jun de 2018 - 28 oct de 2018
Inauguración: 28 jun de 2018
Dónde: MNAC-Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado / Rua Serpa Pinto, 4 / Lisboa, Portugal
Comisariada por: Nuno Crespo
Organizada por: MNAC-Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado
Artistas participantes: José Pedro Cortes
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 19 jun de 2018      Vista 18 veces

Descripción de la Exposición

Em Um Realismo Necessário, José Pedro Cortes renova a sua forma de olhar para a matéria e a superfície do nosso tempo a partir de um conjunto de fotografias, feitas entre 2005 e 2018, que revelam o seu interesse na representação do corpo humano. Fazer retratos e olhar para o outro sempre foi uma forma de José Pedro Cortes pensar a realidade que nos rodeia. Como criador de imagens, aceita a complexidade deste tempo, a sua fabricação e os seus impulsos, a sua vulnerabilidade e beleza, que não permite leituras dogmáticas. Em contraste com o realismo neoliberal, as suas imagens afirmam a necessidade de não nos deixarmos subordinar à visão pragmática da vida, porque a realidade não é mecânica, linear ou numérica, mas um desafio que diariamente exige atenção e reflexão. Nestas salas, percorremos homens e mulheres que nos olham, outros que sensualmente se acariciam na cama ou observamos um grupo de amigos que languidamente descansa num relvado, numa tarde de verão. Não há geografias ou tempos, e, enquanto, espectadores das fotografias de José Pedro Cortes, somos voluntariamente convidados a fazer movimentos rápidos, lentos, intensos, que vão do interior para o exterior, percorrem os centros e as margens e que tentam encontrar a vida, mas também o esqueleto e a ruína que o tempo deixa na sua passagem. Conjuntamente com a exposição é publicado A Necessary Realism de José Pedro Cortes (ed. MNAC / Pierre von Kleist editions). O livro contém 148 imagens, assim como uma conversa de José Pedro Cortes com Nuno Crespo e textos de Emília Ferreira (Diretora do MNAC), Shoair Mavlian (Directora de Photoworks UK), David Santos (curador e historiador de Arte), Julião Sarmento (artista plástico) e Nuno Crespo (investigador e crítico de arte), e um poema inédito intitulado Música para as fotografias de José Pedro Cortes por José Tolentino de Mendonça (poeta e teólogo).

Actualizado

el 10 jul de 2018 por ARTEINFORMADO

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}

Noticias relacionadas

Compártelo en redes

Exposición en promoción

Exposición en promoción

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba