DESENHO E CONSTRUÇÃO
Evento finalizado
09
mar 2018
20
abr 2018

Compártelo en redes

Cuándo: 09 mar de 2018 - 20 abr de 2018
Inauguración: 08 mar de 2018 / 19:00
Dónde: João Esteves de Oliveira / Ivens, 38. 1200 - 224 Lisboa / Lisboa, Portugal
Organizada por: João Esteves de Oliveira
Artistas participantes: Pedro Calapez
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 01 mar de 2018      Vista 47 veces

Descripción de la Exposición

Desenho e Construção “Nas construções, as peças componentes da estrutura devem ter geometria adequada e definida para resistirem às acções (forças existentes, como peso próprio, ação do vento, etc.) impostas sobre elas”*. Construir é a acção de organizar linhas, traços ou manchas numa superfície com a finalidade de criar níveis distintos de intervenção que dialogam entre si. Assim uma forma delimitada pelo seu contorno é perturbada por pequenos traços, que se entrecruzam numa intensidade distinta. Apesar da tensão que uns revelam no fechamento de sólidas formas outros entram em relaxamento por dispersas e desorganizadas deambulações, procurando sentidos que não sabem se produzirão. Produzir ou não sentido deixou de se uma preocupação. Incontroladas situações surgem no acto de as fazermos. No entanto irrompem momentos de paragem em que a palavra tenta organizar o representado. “Foi assim que uma noite, enquanto escrevia, lhe veio subitamente à ideia a imagem que – assim lhe pareceu – o havia de guiar até a conclusão da obra. Não era, porém, uma imagem, mas qualquer coisa como o lugar totalmente vazio no qual apenas as imagens, um sopro, a palavra, poderiam eventualmente acontecer; não era, assim, nem sequer um lugar mas, por assim dizer, o lugar do lugar, uma superfície, uma área absolutamente lisa e plana, na qual nenhum ponto se podia distinguir de outro”.** As séries “Vagos”, “Plano duplo” ou “Variações num quadrado”, acontecem na procura de um lugar e no encontro de não-lugares. Enunciando um processo, uma prática que se desenvolve seguindo parâmetros pré-definidos, verifica, na simples e directa prática do seu fazer, que mistura o pré-concebido e deixa intuir perplexidades. “Vagos” surge como uma série em que se criam vazios no centro e periferia de uma superfície. Na profusão de linhas estruturais, que ao entrelaçar-se contêm esses centros do nada, polariza-se o pensamento pelo simples facto da visão lateral do observador se encontrar povoada de elementos, de pequenas construções. A linha descobre o rumo a tomar numa prática cega, às escondidas, mantendo movimentos não controlados. Trata-se do corpo a actuar como se não tivesse nada a dizer, apenas obcecado e obedecendo. A manutenção da zonas vazias inversamente se reconstrói por linhas periféricas e contornos. São os contornos do nada. “Variações num quadrado” (referência inesperada à obra de Sol Le Witt de 1974 : variações de cubos abertos incompletos) são percorridos por linhas que se distribuem e desalinham em rápidas decisões. Não permitindo limites concisos e definidos, sugerindo apenas diagonais e paralelas num interior dum simulado quadrado, revelam que cada desenho só acaba quando as orientações das linhas estão suficientemente definidas e a mão cansada decide não continuar. São desenhos de estruturas entrelaçadas criando imprevistas distorções na sua estabilidade, sempre num movimento que procura densidades, marginalidades, pontos de fuga.“ Em “Plano duplo” as rígidas linhas e compactos planos, desenvolvidos em desenho por computador, são sobrepostas por pequenos traços de movimento ondulante ou repetitivo simulando zonas que procuram estabelecer um outro plano, um lugar de localização ambígua e contraditória. Prática febril como deve ser a prática do desenho, estes trabalhos encontram desertos silenciosos, onde a palavra só pode esconder o que tão despudoradamente se pretendeu mostrar. Pedro Calapez, Março 2018 * “Tração, compressão e lei de Hooke”, Nilson Mascia, 2006 ** “Ideia da Prosa”, Agamben, Giorgio, Editor Cotovia, 1999, tradução prefácio e notas de João Barrento

Actualizado

el 12 mar de 2018 por ARTEINFORMADO

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}
Compártelo en redes
El 19 oct de 2018
Foro Colecciona / Madrid, España
ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba