Conoce aquí algunas de las NUEVAS OBRAS que te sugerimos esta semana
Ana Fonseca, Bastard´s Code Of Arms
Evento finalizado
28
oct 2011
19
nov 2011

Compártelo en redes

Cuándo: 28 oct de 2011 - 19 nov de 2011
Inauguración: 28 oct de 2011
Dónde: Galeria Antiks Design / Mouzinho da Silveira, 2. 1250-167 / Lisboa, Portugal
Organizada por: Galeria Antiks Design
Artistas participantes: Ana Fonseca
Publicada el 03 jun de 2014      Vista 87 veces

Descripción de la Exposición

Diseño e instalación.

-------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------

Uma exposição de desenho e instalação, onde todos os personagens, situações e locais descritos neste trabalho são baseados na vida real. Quaisquer semelhanças com pessoas reais, vivas ou mortas estão longe de ser uma coincidência.

 

Ana Fonseca apresenta 'Viagem Pitoresca e Histórica a Portugal'. O título é uma paródia ao livro de Jean-Baptiste Debret Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil (1834-1839), documentando aspectos da natureza, do homem e da sociedade brasileira no início do século XIX.

 

Se Debret foca o seu estudo na realidade brasileira do século XIX, Ana Fonseca tem uma visão singular e crítica da cultura Portuguesa numa estrutura anacrónica, justapondo e fundindo diferentes épocas históricas interpolando eventos reais com fictícios.

 

O seu trabalho tem uma estética heterogénea, apropriando-se de símbolos de diferentes épocas históricas do século XVIII ao XXI. Ana Fonseca apresenta a linha cronológica que serve de alicerce para a sua pesquisa, onde estão presentes todos os factos e eventos que influenciaram a sua identidade antes do seu nascimento (BAF - 'Before' Ana Fonseca e AAF - 'After' Ana Fonseca).

 

Um dos eventos mais marcantes para a sua identidade, foi a mudança do Brasil para Portugal em 1991 que ocorreu há vinte anos. Esta viagem foi fulcral para a construção da sua identidade e muitos outros factores que são marcantes na sua obra.

 

A exposição explora todo o processo de preparação da viagem até a sua adaptação à sociedade Portuguesa.

 

Ana Fonseca encontrou na estrutura do poema épico A Odisseia, de Homero, base para desenvolver um sistema alegórico. Outras referências culturais mais diversas são também apropriadas.

 

O tema da emigração é algo sempre actual, mas especialmente pertinente neste momento em que as convulsões socioeconómicas e o clima de instabilidade política fazem os destaques dos jornais. Actualmente, o fluxo migratório volta a ser da Europa para o 'Novo Mundo', mais precisamente para o Brasil. Conjugando com os vinte anos passados sobre a sua emigração* de São Paulo para Lisboa com a aludida situação este facto torna-se ainda mais relevante.

 

Se há muito já tinha ideia de lançar um trabalho sobre este tema, agora é a altura ideal para o concretizar.

 

-------------------------

 

O título da exposição 'Viagem Pitoresca e Histórica a Portugal' revela a Odisseia clássica das raízes de Ana Fonseca. Nascida em São Paulo, os seus pais descendem de uma família proprietária de terras no Alentejo, que, temendo pelo seu futuro após receberem ameaças de morte, sairam de Portugal após a revolução de 1974, para uma nova vida no Brasil. Muitas famílias se refugiaram chegando ao novo país apenas com alguns pertences e, incapazes de falar a língua do novo país. Mas a família de Ana Fonseca, tal como a família real portuguesa em 1807, ao fugir das invasões francesas, conseguiram levar junto com eles para o Brasil, a sua mobília clássica dos séculos XVIII e XIX. No caso de Ana Fonseca, incluia uma cama neo-clássica decorada com urnas, onde dormiram Ana Fonseca e várias gerações de mulheres da sua família. Em muitos sentidos, na sua arte, Ana Fonseca, de forma corajosa e desafiante, não abandonou as certezas e cânones da sua cama neo-clássica, bem como as tradições de trevas e de luz.

 

Na exposição, há alguma sugestão e influência do modernismo nos desenhos a lápis de Ana Fonseca. O dramaturgo George Bernard Shaw, descreveu a Inglaterra e a América como 'dois países separados por uma língua comum' - e imaginamos que Ana Fonseca sentiu isto mesmo crescendo no Brasil, rodeada de uma herança clássica - que oferecia segurança e uma singular certeza, na estonteante e evolutiva São Paulo.

 

Aos 13 anos, Ana Fonseca e a sua família, regressam a Portugal, para recomeçar a vida.

 

Para encontrar suas origens, Ana viajou pelos mitos familiares; tesouros enterrados nos jardins do Alentejo, o brasão de um bastardo... Será isto uma referência às suas próprias inseguranças, por ser uma 'estranha' a tentar adaptar-se, mas compreendendo em parte que é uma 'ilegítima' Brasileira e Portuguesa?

 

Ana Fonseca é uma exímia desenhista, a urna, o limão, e todos os seus trabalhos são minuciosamente desenhados em frágil papel vegetal, evocando o sentido do tempo e antiguidade.

 

A Viagem de Ana Fonseca nesta exposição, pode sentir-se como sendo feliz. Será a imagem da ovelha sacrificada com uma faca espetada, uma forma da artista libertar-se das suas ansiedades ou fazer um ajuste de contas.

 

E o auto-retrato como Athena, a deusa da sabedoria, que com sucesso protegeu Ulisses na sua longa viagem a casa.

 

Hoje Ana Fonseca viaja em estilo no seu Almack's #1, uma liteira futurista feita em vários tipos de materiais sintéticos, peça essa que se encontra provocantemente 'assente' no Museu dos Coches em Lisboa.

 

Detmar Blow

 

Actualizado

el 26 may de 2016

Contactar

¿Quieres contactar con el gestor de la ficha?

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}
Compártelo en redes
10 abr - 08 jun
Exposición en Est_Art Espacio de Arte - Espacio Multipropuestas Granja4 / Alcobendas, Madrid, España
ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba