¿Quieres conocer el legado que deja Nekane Aramburu en Es Baluard? Aquí te lo contamos¡
João Louro a partir de imagem Nevada Nuclear Test , 1953 (Courtesia LIFE Magazine’s Archives) — Cortesía del MAAT
07
nov 2018
22
abr 2019

Compártelo en redes

Cuándo: 07 nov de 2018 - 22 abr de 2019
Inauguración: 06 nov de 2018 / 19:00
Horario: 11h00 - 19h00
Dónde: Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) / Av. de Brasília, Central Tejo / Lisboa, Portugal
Comisariada por: David G. Torres
Organizada por: MAAT - Museum of Art, Architecture and Technology
Artistas participantes: João Louro
Enlaces oficiales Web 
Etiquetas:
Publicada el 02 oct de 2018      Vista 13 veces

Descripción de la Exposición

Linguistic Ground Zero, o novo projeto de João Louro, pensado para o Project Room do MAAT, reflete sobre esse momento de inflexão histórico no qual arte e sociedade parecem estar de acordo com a necessidade de acabar com tudo. A sua proposta consiste numa reprodução de «Little Boy» – a primeira bomba atómica da História, que arrasou a cidade japonesa de Hiroxima em 6 de agosto de 1945. Como acontece com a maioria das bombas, nas quais os soldados escrevem mensagens, esta reprodução também transporta consigo inscrições – neste caso, os textos fazem referência à arte, à política, à cultura e às vanguardas. Como escreve o curador da exposição, David G. Torres, «ponto de partida de João Louro é a relação que estabelece entre a destruição física provocada pela bomba atómica e a destruição simbólica que faz parte de diferentes estratégias das vanguardas.». João Louro estabelece uma confluência entre a destruição física provocada pela bomba atómica e a destruição simbólica que faz parte de diferentes estratégias da arte durante essas vanguardas: um fascínio partilhado pela destruição, mas também um desejo de renovação, de partir do grau zero ao qual o título alude. Nesta lógica, surge a analogia do título da própria exposição, que o curador considera perfeita e muito clara: «Linguistic Ground Zero é uma bomba que representa a possibilidade da destruição do mundo físico, mas essa destruição também existe, justamente, numa tentativa de reduzir tudo ao mínimo, de tentar levar a cabo um novo começo, no terreno do simbolismo e da comunicação, reduzindo a linguagem a um grau zero; a bomba que explode e destrói versus a destruição da linguagem; o grau zero do solo arrasado de Hiroxima versus o grau zero da linguagem num poema fonético feito de gritos e ruídos.» Como parte do projeto de investigação de Linguistic Ground Zero, a exposição inclui também desenhos e documentos.

Actualizado

el 06 nov de 2018 por ARTEINFORMADO

Descubre más obras en ARTEINFORMADO

{{ artwork.title | limitTo:16 }}, {{ artwork.year }}
{{ artwork.artistName | limitTo:28 }}
Compártelo en redes
Traducción e interpretación
ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

Más información

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme
volver arriba