Enseña tus OBRAS en ARTEINFORMADO. ¡Cada día, más personas las miran!
Oficina Vulnerabilidade e Alteridade
Evento finalizado
19
nov 2016
26
nov 2016

Compártelo

Dónde: Associação Cultural Videobrasil [ESPACIO CERRADO] / Av. Imperatriz Leopoldina, 1150, Vila Leopoldina / São Paulo, Sao Paulo, Brasil
Cuándo : 19 nov de 2016 - 26 nov de 2016
Precio: Entrada gratuita
Inscripción:

Cerrada desde 16-11-2016

Dirigido a: Artistas, Profesionales, Organizaciones
Organizada por: Associação Cultural Videobrasil
Correo electrónico: cursos@videobrasil.org.br
Publicada el 16 nov de 2016      Vista 205 veces

Descripción de la Formación

O trabalho de Gui Mohallem, assim como a obra de Akram Zaatari, parte de experiências pessoais para ganhar contornos de alteridade. A partir da análise dos trabalhos dos artistas, os participantes serão questionados: que cenários, experiências e desdobramentos podem surgir a partir de uma história pessoal? Os participantes serão convidados a acessar suas próprias questões mais íntimas e instigados a compartilhá-las por meio de exercícios práticos. PROGRAMA: dia 1: 19 de novembro, sábado — às 16h, visita à exposição; das 17h às 21h, atividades em grupo e individuais e discussão de processo criativo dia 2: 26 de novembro, sábado — das 17h às 21h, atividade prática, avaliação da produção dos alunos e discussão de referências Público alvo: artistas, pesquisadores, educadores e estudantes dessas áreas. Número de vagas: 15* Carga horária: 9 horas Investimento: gratuito Para participar: Enviar até às 18h00 (horário de Brasília) do dia 16 de novembro de 2016 para o e-mail cursos@videobrasil.org.br com o assunto “Vulnerabilidade e Alteridade” e com o formulário devidamente preenchido em anexo A confirmação dos selecionados será feita diretamente por e-mail e/ou telefone. * A oficina será realizada mediante preenchimento de número mínimo de vagas. Gui Mohallem (Itajubá, MG, 1979) - Questões de pertencimento e identidade permeiam o trabalho de Gui Mohallem há algum tempo. Após participar de uma residência de seis semanas no Líbano, contemplada pelo Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do MinC, em 2012, o artista entrou em contato direto com aspectos do exílio, passando a compreender suas origens e também características identitárias de membros de sua família. Graduado em Cinema e Vídeo pela ECA-USP, expôs pela primeira vez em uma individual em Nova York, em 2008. Nos anos seguintes, teve exposições no MuBE, no Sesc Pompeia e nas galerias Olido, Babel, Baró Cruz, Luciana Caravello e Emma Thomas. Expôs também nos EUA, na Islândia e na Estônia, participou do programa Descubrimientos, do Photoespaña, e do 18º Festival Sesc_Videobrasil. Em 2011, ganhou o 2º lugar no prêmio Conrado Wessel. Participou de programas de residência artística em São Paulo e em Beirute, no Líbano. Tem dois livros publicados, Welcome Home (2012) e Tcharafna (2014). Foi palestrante nos principais festivais de fotografia do país e suas obras estão em importantes coleções, como Itaú Cultural, Videobrasil, Centro Cultural São Paulo, Luiz Chrysostomo, Nilo Cecco, Fernando Abdalla, Alfredo Setúbal, entre outros.

Actualizado

el 16 nov de 2016
01 jul - 12 jul
Premio en Lugo, España
Noticias relacionadas

¡Suscríbase y reciba regularmente nuestro Boletín de Noticias del Mercado del Arte!

Suscribirme