Paulo Bruscky

2 Actividad

Compártelo

Nacimiento: 1949 en Recife, Pernambuco, Brasil
Residencia: Reside en Recife, Pernambuco, Brasil
Exposiciones individuales vigentes: A virulência da arte
Profesionales que le han comisariado:
Ferias en las que participa con OBRA : ArtRio 2019, The Armory Show 2019, Art Basel 18
Galerías y otras organizaciones que le representan: Amparo 60 Galería - Amparo Sessenta, Galeria Nara Roesler, Luciana Caravello Arte Contemporânea
Organizaciones con obra: Blanton Museum of Art, Centre Pompidou, Colección Telefónica
Profesionales con obra: Fernando Assad Abdalla
Etiquetas:
Publicada el 03 jun de 2014      Vista 903 veces

Descripción del Artista

Com uma trajetória artística que engloba quatro décadas, Bruscky nunca parou de experimentar e inovar: empregou fotocopiadoras e máquinas heliográficas, além de selos e carimbos postais. O artista usou também equipamentos médicos do Hospital Agamenon Magalhães, onde trabalhou vários anos, nas suas criações encefalográficas, compondo a série O meu cérebro desenha assim (1976), recentemente adquirida pelo MoMA. Participou de várias mostras de Arte Correio no mundo todo; organizou a primeira mostra de Arte Correio (1976, fechada pela Polícia) e a primeira mostra de Street Art (1981) no Brasil, ambas em Recife; produziu trabalhos sonoros, entre eles Ra(u)dio Arte Show, transmitido ao vivo por uma estação de rádio local; e concebeu vários projetos utópicos (entre eles, vários não realizados), tais como Presépio Urbano (1987), que pretendia transformar a cidade de Recife em uma única decoração de luz natalina. Após receber o Guggenheim Fellowship, em 1982, Bruscky passou um ano em Nova York, onde, em colaboração com a Xerox, desenvolveu as bases da sua xerox-arte. Paulo Bruscky nasceu em 1949, em Recife, onde reside e produz. Participou das 16ª, 20ª, 26ª e 29ª edições da Bienal de São Paulo, Brasil (1981, 1989, 2004 e 2010); da 10ª Bienal de Havana, Cuba (2009), entre outras bienais, além de coletivas como 30 x Bienal (Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil, 2013); Reinventando o mundo (Museu Vale, Vila Velha, Brasil, 2013); Mitologias por procuração (Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil, 2013); In cloud country (Harewood House, Leeds, Inglaterra, 2013); Perder la forma humana (Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madri, Espanha, 2012); Trienal poli/gráfica de San Juan, Porto Rico (San Juan, Porto Rico, 2012); e Sistemas, acciones y procesos (Fundación Proa, Buenos Aires, Argentina, 2011). Suas mais recentes mostras solo são: Art is our last hope (The Bronx Museum, Nova York, EUA, 2013); Paulo Bruscky (Plataforma Bogotá, Bogotá, Colômbia, 2013); Banco de ideias (Instituto Tomie Ohtake, São Paulo, Brasil, 2012); e Arte correio (Centro Cultural dos Correios, Recife, Brasil, 2011). Obras suas integram acervos como: MoMA, Nova York, EUA; Guggenheim Museum, Nova York, EUA; Tate Gallery, Londres, Inglaterra; Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil; Museu d’Art Contemporani de Barcelona, Barcelona, Espanha; Stedelijk Museum, Amsterdã, Holanda; entre outros. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- Paulo Bruscky, (Brasil, 1949), artista de medios mixtos. A lo largo de una carrera de más de cuatro décadas, jamás dejó de experimentar y de innovar. Es uno de los primeros artistas del mundo en manipular las máquinas de encefalograma y de fotocopias Xerox como dispositivos estéticos, Bruscky trabaja con arte postal, libros de artista, performance, fotógrafía, collage, poesía, video arte, arte sonoro y cine experimental. Ha desempeñado un papel fundamental al llevar a grandes movimientos artísticos internacionales a Brasil, incluidos Fluxus, arte postal, la performance y el arte conceptual. A lo largo de su carrera, ha producido obras de arte inspiradas en experiencias cotidianas que desafían al público a pensar sobre cómo se desarrolla el mundo a su alrededor, en el paisaje urbano, contrarrestando esas experiencias con humor, ironía e ingenio cáustico.

Actualizado

el 24 feb de 2021

Exposiciones en las que ha participado como artista

Paulo Bruscky. A virulência da arte
Vigente
Desde 28 ene de 2021

A virulência da arte

Amparo 60 Galería / Boa Viagem, Ceara, Brasil

Di Paulos: retrospectiva de um artista múltiplo, arquivista de um Banco de ideias e que não pede permissão
Desde 23 mar de 2019

Di Paulos: retrospectiva de um artista múltiplo, arquivista de um Banco de ideias e que não pede permissão

Carbono Galería / São Paulo, Sao Paulo, Brasil

Paulo Bruscky — Cortesía de Caixa Cultural
08 ago de 2018 - 30 sep de 2018

PaLarva - Poesia Visual e Sonora de Paulo Bruscky

Caixa Cultural - Brasilia / Brasília, Distrito Federal, Brasil


In Waiting: Works produced in isolation
09 dic de 2020 - 07 feb de 2021

In Waiting: Works produced in isolation

Galeria Nara Roesler - São Paulo / São Paulo, Sao Paulo, Brasil

Ilana Bessler — Cortesía de Sesc São Paulo
20 oct de 2020 - 30 ene de 2021

Farsa: entre lenguas y lenguajes

SESC Pompéia / São Paulo, Sao Paulo, Brasil

M.A.P.A. - Modos de Ação para Propagar a Arte | No Calor da Hora
31 ago de 2020 - 25 oct de 2020

M.A.P.A. - Modos de Ação para Propagar a Arte | No Calor da Hora

Varios espacios públicos en 27 ciudades brasileñas / São Paulo, Sao Paulo, Brasil


Exposiciones comisariadas

Cortesía del SESC
31 may de 2019 - 06 sep de 2019

História da Poesia Visual Brasileira

Sesc Bom Retiro / São Paulo, Sao Paulo, Brasil


Compártelo
Noticias relacionadas
volver arriba